terça-feira, julho 29, 2008

O amor era o seu alimento na solidão.

Nenhum comentário: